Erro
  • Falha ao carregar notícias.
Bullying: preconceito a ser combatido

BullyingPrimeiramente, ainda é necessário informar o que é o Bullying. Isso é o preconceito, seja de que forma for, por exemplo, a discriminação por que a pessoa é idosa, ou um tipo de implicância repetida que gera constrangimento em sala de aula, inclusive pode sair da agressão verbal e se tornar uma violência física. Infelizmente, é um tipo de coisa que acontece em todo ambiente e com qualquer pessoa. Em escolas regulares é evidente que acontece, mas será que em instituições de cursos acontece o mesmo?

 

As turmas são menores, a quantidade de aulas reduzidas, o professor tem mais controle sobre os estudantes, assim funciona um curso. Mesmo com a proximidade é possível que aconteça. Procurando a Microcamp Tecnologia que é uma rede nacional de escolas de idiomas e informática com unidades em Vitória e Vila Velha. Eles revelam que tomam muito cuidado com seus alunos e passam orientações específicas para que não ocorra. O diretor da instituição Fabiano Carvalho conta como é feito esse trabalho. “Sabemos que o Bullying é um problema muito sério, portanto, nas reuniões quase diárias que tenho com minha equipe pedagógica, converso sobre o assunto e oriento aos coordenadores e professores para tomarem cuidado com as turmas em todos os sentidos, inclusive sobre isso”, conta os detalhes Fabiano tem conhecimento profundo sobre o tema e participa amplamente sobre o combate. “Procuro constantemente estar por dentro de problemas como esse para tomar conta de nossos estudantes evitando qualquer constrangimento em sala de aula. Assim, eles levam esse conhecimento para suas escolas, a família, então, aprendem a identificar e dar solução para que isso não aconteça com ninguém, tanto nas instituições onde estudam, como na Microcamp, como em seu convívio com a sociedade”, completa seus direcionamentos o diretor da Microcamp Tecnologia no estado.

Diferenciação – O professor de informática da Microcamp de Vila Velha, Gabriel Coutinho pondera em relação ao Bullying e fala de seus métodos para evitar. “O principal desafio é saber distinguir a brincadeira e a implicância nociva”, explica.

Gabriel faz uma análise comportamental. “O brasileiro tem a cultura de brincar muito, então, a questão é saber o ponto onde o preconceito pode acontecer. Em sala de aula não é saudável fazer com que os alunos que podem ter praticado tal ato se distanciem. É primordial que o professor fique preste atenção nas conversas e saiba interromper cuidadosamente para que não haja momentos de stress”, esclarece.

Leis – Em pesquisas, pode ser visto que, sendo constatado o Bullying, o jovem infrator que cometer esse ato pode receber medidas sócio-educativas. Os pais dos agressores podem ser obrigados pela justiça a pagar indenizações.

Um exemplo da aplicação da lei é a legislação do estado de São Paulo. Lá é definido assédio escolar como atitudes de violência física ou psicológica, que ocorrem sem motivação evidente praticadas com o objetivo de intimidá-las ou agredi-las configurando, assim, atos ilícitos por que desrespeitam princípios constitucionais, como por exemplo, a dignidade.

E ainda tem mais um detalhe, o bullying envolve os direitos do consumidor por parte das escolas particulares: “A responsabilidade pela prática de assédio escolar pode se enquadrar também no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de assédio escolar que ocorram nesse contexto”, informa a código.

No estado do Rio de Janeiro, uma lei estadual institui a obrigatoriedade de escolas públicas e particulares notificarem casos de bullying à polícia. Caso contrário, a instituição terá que pagar multa pela omissão.

 

 

Silvia Martins
Comunicação Institucional
Microcamp Vila Velha | Microcamp Vitória

 

 
Banner
Banner
Banner

Assine nosso News Letter e fique sempre informado.


Name:

Email:

 
 

caribe

© 2008-2011 Cobilandia On-Line - Todos os direitos reservados -
 
 
     
 
   
Design by windows vista forum and energiesparlampen